Diferenças nos gráficos de engajamento

Aqui no Futebol Retweet, atualmente, temos 3 opções diferente de visualização de engajamento em gráficos.

Como exemplo, usarei os números dos 4 clubes de maior engajamento (pontuação absoluta), no Twitter, em dezembro de 2016.

O primeiro gráfico é o mais simples. Pega os números absolutos dos cálculos de engajamento que nos baseamos.

absolutos

No segundo gráfico usamos o Índice de Seguidores. Dividimos a pontuação total pela quantidade de seguidores do perfil e multiplicamos o número por 10.000 (para não ficar muito quebrado). Isso tende a beneficiar os clubes com menos seguidores.

relativo

Muda tanto o ranking que dos 4 primeiros do ranking absoluto, apenas Flamengo e Chapecoense se mantêm nas primeiras colocações.

g4relativo2

No Twitter, esse gráfico alterna bastante. Muitas vezes um clube, derrotado em uma partida, consegue muitos retweets graças às torcidas adversárias, que adoram a ‘desgraça alheia’.

Ainda temos a quantidade de pontos por cada tweet. Para tentar equilibrar os times que postam muito e os que postam pouco.

portweet

Como em dezembro a Chapecoense teve um grande engajamento e publicou poucos tweets, fica até discrepante o gráfico.

Mais uma vez, o top4 mudou em relação ao de pontuação absoluta.

g4porpost

Por essas diferenças é importante analisar os 3 gráficos, para avaliar profundamente as redes sociais dos clubes. Cada um dos gráficos tem uma importância específica.

E em cada rede social esses rankings são diferentes.

 

 

 

Palmeiras Eneacampeão

Analisando o título do Palmeiras nas redes sociais

O título brasileiro do Palmeiras ajudou o clube a engajar nas redes sociais.

No Facebook, o clube conseguiu mais que o triplo da pontuação do segundo colocado.

captura-de-tela-2016-11-28-as-10-40-03

Com essa pontuação expressiva, o Palmeiras conseguiu a maior pontuação de um dia, no mês de novembro, no Facebook.

captura-de-tela-2016-11-28-as-10-40-59

Outra rede que o Palmeiras dominou com o título foi o YouTube.

Continue lendo

Twitter do Botafogo deslancha em Outubro

No mês de setembro, o Botafogo teve o menor crescimento de seguidores, do Twitter, entre os 20 clubes da Série A. Apenas 857 novos torcedores querendo informações sobre o clube. Mesmo com a 3ª maior pontuação, no mesmo período.

captura-de-tela-2016-11-09-as-09-54-09

O bom trabalho da equipe de mídias sociais do clube não estava refletindo no número de seguidores. Conseguiam um bom engajamento, mas não atraíam novos seguidores.

Continue lendo

entendendo-o-engajamento-no-twitter-1

Entendendo o Engajamento no Twitter

Muitas vezes o grande número de seguidores esconde o engajamento real de uma rede social. Numa análise direta, quem tem mais seguidores tem grandes chances de ter uma pontuação maior do que os que são menos seguidos. Por isso resolvemos fazer um ranking da pontuação relativa dos clubes.

Para fazer uma comparação de engajamento, no Twitter, pegamos a pontuação total de vários clubes (desde o início do monitoramento) e dividimos pelo total de seguidores de hoje (25/07/2016).

A quantidade de seguidores não reflete no engajamento da torcida.

Começamos com os mais seguidos:

Corinthians
Seguidores – 4.487.680
Pontos – 283.317
Pontos/Seguidores = 0,063

Flamengo
Seguidores – 3.711.364
Pontos – 709.851
Pontos/Seguidores = 0,191

São Paulo
Seguidores – 3.165.853
Pontos – 315.909
Pontos/Seguidores = 0,100

O Corinthians é o que mais tem seguidores, mas fica atrás de Flamengo e São Paulo quando comparamos a pontuação com o número de torcedores que os seguem. Ou seja, entre os 3 times, os torcedores que mais interagem com o perfil oficial de seus clubes são os rubro negros.

Um perfil que consegue muita interação, mesmo de torcedores de outros times, é o da Chapecoense. São mais descontraídos e acabam ganhando a simpatia até dos outros torcedores. Garantindo assim um bom coeficiente de engajamento.

Chapecoense
Seguidores – 101.594
Pontos – 18.322
Pontos/Seguidores = 0,180

O time catarinense tem um nível de engajamento quase igual ao do Flamengo.

Mas a maior surpresa foi o Santa Cruz.

Santa Cruz
Seguidores – 85.689
Pontos – 63.561
Pontos/Seguidores = 0,742

O Santa tem um coeficiente de engajamento quase 3 vezes maior que o do Flamengo. Mostrando que mesmo que a torcida não seja das maiores no Twitter, são muito participativos na rede social.

Com dados como estes, podemos avaliar o desempenho de clubes mesmo com diferenças tão grandes na quantidade de seguidores.

Segue a lista crescente dos maiores coeficientes de engajamento, no Twitter:

20
Vitória
0,019

19
Figueirense
0,023

17
Coritiba
0,025

17
Atlético PR
0,025

16
Corinthians
0,063

15
Ponte Preta
0,067

14
Grêmio
0,072

12
Sport
0,080

12
Atletico MG
0,080

11
Palmeiras
0,090

10
Cruzeiro
0,097

08
Santos
0,099

08
São Paulo
0,100

07
Internacional
0,118

06
Botafogo
0,119

05
Fluminense
0,165

04
Chapecoense
0,180

03
Flamengo
0,191

02
América MG
0,456

01
Santa Cruz
0,742

Pode parecer surpreendente a liderança de Santa Cruz e América MG. Como eles possuem menos seguidores, ficam mais suscetíveis a oscilações de tweets que viralizam.

No caso do América, os 3 tweets com maior engajamento são sobre um episódio de machismo que o clube presenciou, e se posicionou contrário a isso.

Esses 3 tweets foram responsáveis por 39% do total de pontos do América MG no ano. Descontando estes pontos, o América MG cairia para uma pontuação de 0,278, mas ainda manteria a segunda posição.

No caso do Santa Cruz, foi um tweet que foi abraçado por outra torcida e ajudou bastante no engajamento.

Mesmo com um grande impacto, o acréscimo no geral foi de 13% dos pontos. Ainda assim, descontando esse tweet, o Santa Cruz se manteria em primeiro com 0,644.

Ou seja, mesmo com torcidas não tão grandes, os dois times conseguem manter um bom engajamento ainda se descontarmos os pontos fora da curva.