06

Bahia aproveita, duas vezes, gafe da Folha

A vitória do Bahia sobre o Corinthians foi noticiada pela Folha de São Paulo com um título que só dava ênfase aos erros do time paulista.

01

O Bahia não deixou passar batido e ironizou o jornal, com humor.

02

E com esse tweet atingiu o maior engajamento do ano, na rede social. 5,5 vezes o engajamento do atual segundo melhor tweet do clube. Que comemorava a classificação à final do Nordestão.

Conseguiram aproveitar um evento extra campo para engajar até os torcedores de outros times e chamar a atenção para o trabalho das redes sociais do clube baiano.

E teve mais. A Folha assumiu o erro, também com humor.

05

O Bahia aproveitou e usou o mesmo tweet da crítica, para exaltar a errata.

06

Mesmo tendo muito menos alcance que a primeira citação ao jornal (27º no ranking anual do clube), foi um tweet bem espirituoso que mostrou o bom humor do clube ao aceitar as desculpas da Folha.

Flamengo apoiando causa LGBT

Clubes aproveitam o dia do orgulho LGBT para promover a inclusão em suas torcidas

Ontem (28/06/2017) foi o Dia do Orgulho LGBT, e pela primeira vez tivemos grandes clubes brasileiros mostrando apoio à causa que ainda é tabu no futebol.

O primeiro clube a fazer isso foi o Flamengo.

Além dos RTs e Curtidas, ainda foram mais de 600 respostas ao tweet. Claro que alguns reclamaram da homenagem, mas a maioria reagiu positivamente

O post teve um desempenho tão bom que mesmo em dia de jogo pela Copa do Brasil conseguiu o segundo maior engajamento do clube no dia 28.

flatw

Ficou à frente até de um dos gols da partida.

No Top10 de tweets entre todos os times, teve mais uma homenagem ao dia. A do Inter, em nono.

top10tw

O Colorado foi o primeiro a acompanhar o Flamengo na homenagem.

O tweet está com o segundo maior engajamento do mês, no Twitter do Inter.

Depois veio o Avaí.

Até agora o segundo maior engajamento de junho, no Twitter do clube.

E mais tarde o Grêmio.

No momento é o quarto maior engajamento do Grêmio, no mês.

O interessante é que em maio o tricolor gaúcho já tinha feito uma ação contra a homofobia, mas teve um engajamento menor.

E também teve pouca repercussão, comparada à dos posts de ontem.

O São José também entrou na campanha, e foi até mais forte no posicionamento, falando até em criminalização da homofobia.

Antes do dia acabar, o Bahia também mostrou apoio à causa.

É o quarto tweet de maior engajamento do tricolor baiano em junho.

No geral, fica a impressão de que os clubes ainda estão receosos em abordar um assunto tabu no futebol. Apenas 6 clubes tiveram a coragem de fazer isso. Mas como a recepção das torcidas foi mais positiva que negativa, em breve devemos ver mais clubes apoiando essa e outras causas.

Nesses casos é muito comum torcedores de outros times compartilharem as mensagens. O clubismo diminui nesses casos e os clubes atingem diferentes públicos.

E não foram só os clubes. O Mineirão e a Federação Mineira também prestaram suas homenagens.

Com a receptividade majoritariamente positiva de suas próprias torcidas, e o reconhecimento até de quem não gosta de futebol, certamente será cada vez mais comum que outros clubes apoiem essa causa, e outras.