As primeiras horas da ação #FinalDeTimeGrande

O mês de setembro promete para os torcedores de Cruzeiro e Flamengo, e não só pelos 2 jogos da final da Copa do Brasil.

As equipes de comunicação e marketing de ambos os clubes começaram hoje uma ação nas redes sociais que promete muito conteúdo para todos os torcedores.

O Futebol Retweet acompanhará tudo de perto. Para iniciar nossas análises, vamos às 7 primeiras horas da ação:

Dos 5 melhores tweets do dia, 4 são da #FinalDeTimeGrande. O único que fugiu ao tema foi um post do Corinthians sobre seu aniversário hoje. Levando em consideração que o tweet do Timão foi no primeiro minuto do dia e portanto, teve mais tempo para engajamento, e que o clube paulista é o mais seguido entre os clubes brasileiros, a campanha já atingiu uma marca muito significativa.

A hashtag com maior engajamento do dia foi a do Corinthians, usada 55 vezes durante o dia. A segunda foi a #FinalDeTimeGrande, com 6 ocorrências apenas. Pela média, a melhor hashtag, disparada, foi a dos finalistas da Copa do Brasil.

Em engajamento geral no Twitter, o Cruzeiro conseguiu 4 vezes mais que sua própria média. Os dois clubes juntos postaram 44 vezes, enquanto o Corinthians sozinho postou 161 vezes. Ainda assim, Flamengo e Cruzeiro conseguiram 25% a mais de engajamento.

Na perspectiva de média de engajamento por post, a dupla finalista representou quase metade das interações entre os 24 clubes brasileiros monitorados.

A ação começou com bons resultados e o Futebol Retweet continua atento.

Siga-nos no Twitter @FutebolRetweet

Engajamento real dos clubes brasileiros – FEV/2017

Saiu hoje (10/03/2017) no Lance!, um post sobre engajamento dos clubes brasileiros de futebol em Fev/2017 nas redes sociais. No post, o Botafogo é eleito o grande vencedor. Não só no futebol, mas também abrangendo outras áreas: “… a capacidade do Botafogo nesse cenário foi muito superior aos outros clubes. Mesmo em relação a outras áreas que são abordadas…”

Muitos torcedores que acompanham nosso trabalho vieram nos perguntar a respeito dos números divulgados. Para quem não nos conhece, somos uma empresa que monitora mídias digitais (redes sociais, sites, blogs, etc) dos 24 clubes brasileiros que disputaram a série A do Brasileirão em 2016 e/ou disputarão em 2017.

Nossas análises são realizadas individualmente devido a grande diferença entre as características de cada rede social, e até mesmo devido a diferença da audiência de um mesmo clube em cada uma das redes sociais. Aqui no blog, o leitor pode acompanhar análises que estamos fazendo desde meados de 2016.

O objetivo deste post não é confrontar a análise feita pela empresa entrevistada pelo Lance!, uma vez que conhecemos o trabalho deles e apesar de não termos contato, parece ser uma empresa muito séria. Ademais, de acordo com o critério adotado, a análise está correta.

Porém, consideramos que a análise foi simples, com base em apenas um critério: o de engajamento por seguidor. Como explicado no post: “… o cálculo para se chegar ao resultado foi composto pela soma de ações que os internautas fazem em cada rede que é multiplicada por cem e depois dividida pelo número de seguidores do clube em cada rede por dia”

Para mostrar um cenário mais realista ao torcedor, resolvemos fazer este post, com uma análise bem mais abrangente. Vamos ao que interessa!

A tabela abaixo mostra a diferença de análise entre a empresa citada no post do Lance! e a do Futebol Retweet:

tela1

A comparação deixa clara a diferença de abrangência da análise – o que não quer dizer que uma esteja certa e outra errada, são apenas critérios diferentes, e cada um pode seguir aquilo que achar mais justo.

Antes de mostrarmos o ranking do Futebol Retweet, mais 2 ponderações:

  •  Os clubes do RJ, com exceção do Flamengo, têm menos seguidores que os de SP, e o engajamento por seguidor é o retrato inverso. Isso evidencia a fragilidade do único critério adotado no post do Lance!. É natural que os clubes com grande visibilidade, mas com menos seguidores consigam uma pontuação relativa mais expressiva (e é por isso que adotamos 3 critérios, não apenas um). Quando ocorre algum fato fora do corriqueiro, isso fica ainda mais evidenciado. Como exemplo, podemos citar a participação do Botafogo na Libertadores. Era uma demanda reprimida da torcida, que quando aconteceu gerou um buzz fora do normal. É claro que não é só o Botafogo que tem demanda reprimida. O Flamengo também, mas estreou em março, portanto fora do tempo analisado.
  • O conteúdo produzido, a forma de comunicação e o horário escolhido para postar são MUITO importantes para o sucesso de um perfil, não é só o conteúdo em si. No caso do futebol, ainda tem um fator importantíssimo: a fase do time!

 

Ranking Consolidado

tela2

O Twitter é ao vivo. O Facebook é de momentos.

No dia 12/09/2016, o único jogo foi entre Fluminense e Atlético MG. O que influenciou diretamente no desempenho dos dois times no Twitter.

twitter

Principalmente no momento da partida, vemos os dois clubes disparando. E os posts de maior destaque, dos dois times, foram os gols marcados.

É de se esperar que no Facebook os dois times também se destaquem, não?

facebook

Não. No Facebook o jogo do dia não influencia tanto. Nenhum dos times que entrou em campo ontem ficou entre os 4 maiores pontuadores.

Flamengo foi o único a conseguir um pico de engajamento relacionado a algo de momento. Foi transmitindo a coletiva, ao vivo, do Diego.

coletivadiego

O Santos conseguiu um grande destaque com uma mensagem de otimismo aos torcedores.

santos

Já o Botafogo comemorou o nascimento do filho do goleiro Sidão.

botafogosidao

Redes sociais diferentes possuem comportamentos bem diferentes. E esse é um claro exemplo disso. O Twitter é sempre mais instantâneo. O Facebook fica num meio termo entre conteúdos mais densos (como a coletiva) e o engajamento em fotos que a torcida curte. Para ir bem nas duas redes, é necessário ter conteúdos diferentes para elas. Não adianta só fazer o mesmo em ambas.

 

 

engajamento-vs-seguidores-1

Engajamento vs Seguidores

A ESPN fez uma matéria falando do número de seguidores das redes sociais dos times de futebol. E, infelizmente, fez como a imprensa costuma fazer.

Números não falam nada sozinhos. Um número isolado não quer dizer muita coisa. Segundo a matéria, o Corinthians tem a maior torcida nas redes sociais. O que não é nenhuma mentira. Mas esse número não serve para avaliar o desempenho das redes sociais, como já escrevemos aqui.

O número mágico das redes sociais é o engajamento. Os milhões de seguidores precisam interagir com os perfis oficiais.

O Flamengo tem a maior receita do país, mas nem por isso ele ganha o Brasileirão todo ano. O trabalho tem que ser bem feito dentro de campo.

Nas redes sociais também é assim, além de ter o maior número de seguidores, você precisa conseguir engajá-los. O seu conteúdo tem que ser bom o bastante para que sua torcida queira interagir.

Os 4 perfis mais seguidos, no Twitter, são Corinthians, Flamengo, São Paulo e Santos. E essa é a pontuação deles em julho de 2016:

Já no Facebook, o Palmeiras entra no lugar do Santos:

Como podemos ver nos gráficos de pontuação nas redes sociais, o Corinthians, mesmo tendo mais seguidores, não consegue ficar na ponta em nenhum dos gráficos. Mesmo pontuando bem, não conseguiram aproveitar a maioria e transformar isso em um primeiro lugar no ranking.

Existem vários fatores que podem ter causado isso. Não dá para avaliar com tanta precisão sem fazer um diagnóstico aprofundado. Não é possível nem dizer que o trabalho do Corinthians é ruim, nas redes sociais. Só não podemos usar números isolados para avaliar relatórios complexos.

Aqui no Futebol Retweet, vamos fazer análises mensais, para depois poder fazer um relatório anual, e chegar a uma avaliação mais profunda das redes sociais dos times brasileiros.

A imprensa pode até entrar em contato para fornecermos alguns dados e ajudarmos em uma avaliação mais precisa, nesse tipo de matéria.

Afinal, não é necessário o IBOPE para somar seguidores de redes sociais. E isso nem dá um bom panorama da efetividade dos clubes nelas.

Não está errado. Está raso