Como o cruzamento de dados ajuda a avaliar o desempenho

O nosso ranking geral engloba dados das quatro principais redes sociais e interações diferentes. Além disso, levamos em conta a pontuação absoluta, por seguidor e por postagem. Tudo com pesos diferentes para chegar a um resultado mais relevante. E mesmo assim, ele mostra um panorama geral sobre o engajamento dos clubes. Em março, os 3 clubes com maior engajamento, nesse cálculo gigantesco (analisando só o Twitter), foram Flamengo, Chapecoense e Vasco. (Observar a coluna Engajamento (%) em Total)

twitter-marco-17-total-b

Apesar do ranking, análises pontuais são necessárias para entender melhor o desempenho de cada clube. Cruzando os dados conseguimos chegar a várias conclusões valiosas.

A Chapecoense é o clube que mais foge do padrão. Até por causa da comoção após a tragédia, é comum ver o engajamento por seguidor bem acima dos outros. Mesmo assim, é o clube com menos posts, entre os 17 primeiros do ranking. Se postasse mais poderia ter um desempenho ainda melhor.

Postar demais também pode ser um problema. Então é bom comparar com desempenhos de outros clubes para achar o ponto ideal.

O Flamengo é o clube que mais posta. Mas mesmo assim, tem um o maior engajamento por tweet. Então o clube não satura a torcida com as mensagens.

Já o Coritiba é o terceiro clube que mais tweetta (1.397 em março), mas tem o quarto pior engajamento por seguidor. Para resolver isso seria necessária uma análise mais profunda. Pode ser questão de focar mais em uma categoria diferente de postagens, aproveitar os horários onde a torcida engaja mais, ou até mudar o tom da comunicação. É uma das análises que fazemos para nossos clientes.

O Atlético-GO tem um engajamento por seguidor bem acima da média. Pra isso, eles interagem com outros clubes e abraçam o humor.

Por isso é importante cruzar dados e fazer análises mais profundas. Um número sozinho não diz muita coisa.