atletico-paranaense-coritiba-facebook-youtube

Atletiba no YouTube, e Facebook, gera explosão de seguidores para os clubes

Mesmo com Atletiba sendo cancelado, os clubes ganharam milhares de seguidores, na expectativa da transmissão gratuita pelo YouTube e Facebook.

Na rede social de vídeos, a explosão de seguidores foi tão grande que fez os dois clubes pularem para a terceira e quarta posições no ranking mensal de novos seguidores.

YouTube

atletiba-youtube-inscritos-seguidores

Até a média mensal ficou bem alterada depois desses números incríveis. Antes do anúncio da transmissão online, esse era o total de seguidores dos dois times no YouTube, em fevereiro.

atletiba-fevereiro

Somando os novos seguidores, à partir do dia 17 (quando divulgaram a transmissão pela internet), o Coritiba 16.795 conseguiu novos inscritos no seu canal, e o Atlético Paranaense 14.130.

atletiba-youtube-inscritos-seguidores-3-dias

Com esse crescimento absurdo, o número de assinantes do canal do Coritiba cresceu 80% (dia 16 tinha 21.078 assinantes e ganhou 16.795 nos dias 17, 18 e 19). Enquanto o canal do Atlético Paranaense teve um crescimento de 75% (dia 16 tinha 18.744 assinantes e ganhou 14.130 nos dias 17, 18 e 19).

A quantidade é tão expressiva, que é muito superior ao que os dois clubes conseguiram, somados, entre 5 de agosto de 2016 (quando iniciamos o monitoramento) e o dia anterior ao anúncio (16/02/2017).

atletiba-youtube-sete-meses

Esses números mostram como as torcidas têm interesse em poder acompanhar jogos pela internet. Talvez não seja tão lucrativo (ainda) quanto vender os direitos de transmissão para as TVs. Mas a torcida já mostra um interesse gigantesco em assistir a jogos online.

Outro número que mostra o tamanho do engajamento com essa transmissão online, é a pontuação de engajamento dos dois clubes, no YouTube.

atletiba-engajamento-youtube

Como podemos ver no gráfico, os clubes tiveram um pico de engajamento bem claro, no dia 19. Ficando bem acima do engajamento do Flamengo (líder no ranking de fevereiro) no dia.

Facebook

O jogo também seria transmitido ao vivo pelo Facebook, e as páginas dos clubes também tiveram um claro crescimento por causa disso.

atletiba-facebook-seguidores

O Atlético Paranaense conseguiu um desempenho bem parecido com o do YouTube, mas o Coritiba teve um bem menor. Ainda assim, expressivo.

Ainda no Facebook, os dois clubes tiveram um aumento no engajamento do dia do Atletiba, mas não conseguiram chegar ao primeiro lugar na pontuação do dia. O Flamengo conseguiu se manter à frente.

engajamento-facebook-atletiba

Twitter e Instagram também tiveram um aumento de seguidores, mas nada tão expressivo.

Twitter

Mas no Twitter ocorreu uma curiosidade. O Coritiba teve um engajamento bem acima da média do Coxa, mas o Atlético teve pouca alteração no desempenho que já vinha tendo no mês.

atletiba-twitter

Já que no Facebook o Atletiba não teve o mesmo efeito para o Coritiba conseguir seguidores, que teve para o CAP, no Twitter, o alvi-verde deve um engajamento muito superior ao do rubro-negro. Mais uma vez evidenciando as diferenças das torcidas nas redes sociais.

Mesmo com todos esses números favoráveis a transmissões pela internet ainda existem vários empecilhos. Muito mais gente tem acesso a uma TV (aberta) que à internet. E mesmo quem tem acesso à rede, poucas vezes tem uma TV com a capacidade de assistir aos jogos direto no aparelho. Além do dinheiro da televisão ser uma grande parcela da verba anual dos clubes.

Mas a longo prazo, essas transmissões online têm muito espaço para crescer e serem rentáveis.

 

Pontuações fechadas no momento de criação do texto.
Baseadas no monitoramento próprio do Futebol Retweet,
seguindo o seguinte cálculo.